Verão chegando: saiba como prevenir o câncer de pele

Descubra como aproveitar o verão sem se expor ao câncer de pele!

O verão está chegando e muitos consideram essa como a melhor época do ano. O calor, as praias e o clima ideal para fazer trilhas faz o clima ser um dos mais alegres.

A época favorita é também a mais perigosa quando o assunto é o cuidado com a pele, já que muitas pessoas deixam isso de lado na hora de aproveitar o calor.

Os índices do câncer de pele costumam subir nessa época, por isso fizemos esse texto para te contar o que é essa doença, como tratar e como prevenir!

O que é câncer de pele?

O câncer de pele é uma doença causada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele.

O tumor é mais comum em pessoas acima dos 40 anos de idade, mas nada impede que crianças, adolescentes e jovens também tenham.

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), são registrados 175 mil casos novos todos os anos no Brasil.

Estima-se que 1 a cada 4 casos de câncer sejam originados na pele ou nas mucosas.

O câncer de pele é dividido em dois grupos: melanomas e carcinomas (ou não-melanomas) e grande parte dos casos que são identificados rapidamente tem cura.

Mesmo assim, o câncer de pele não é algo menos preocupante.

O tratamento depende do tipo de câncer de pele que a pessoa tem e pode ser tão demorado quanto qualquer outro câncer, dependendo da gravidade do quadro.

Não é incomum que, por causa da fraqueza gerada no organismo pelo tratamento do câncer e por causa das manchas, que são os sintomas mais notáveis dessa doença.

Câncer de pele não-melanoma

O câncer de pele não-melanoma, ou carcinoma, é o mais comum e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no Brasil.

Apenas em 2019, segundo o Atlas de Mortalidade por Câncer – SIM, 2.616 pessoas morreram vítimas de câncer de pele não-melanoma.

O principal sintoma é o aparecimento de manchas na pele, que coçam, ardem, descamam ou sangram e feridas que não cicatrizam em até quatro semanas, que aparecem nas áreas mais expostas ao sol.

O tratamento do câncer de pele carcinoma é feito através de cirurgia de remoção do tumor e, dependendo do estágio da doença, quimioterapia e a radioterapia também são utilizados.

Câncer de pele melanoma

O câncer de pele melanoma não é tão comum e tem origem nas células produtoras de melanina. Apesar de representar a minoria dos casos, também é o tipo mais agressivo.

Segundo o Atlas de Mortalidade por Câncer – SIM, em 2019 o câncer de pele melanoma foi responsável por 1.978 mortes.

O câncer de pele melanoma apresenta-se como manchas escuras e disformes.

O tratamento do câncer de pele melanoma também é feito atrás da remoção cirúrgica do tumor e associação com radioterapia ou quimioterapia.

Causas do câncer de pele

O principal agente causador do câncer de pele é a exposição prolongada e repetitiva ao sol (ou seja, aos raios ultravioleta – UV), mas agentes genéticos, câmaras de bronzeamento artificial, e outros fatores também estão relacionados.

Embora seja um risco em qualquer época do ano, é no verão que que as pessoas mais se expõem ao sol para fugir do calor, indo à piscinas e à praia, fazendo trilhas, e passando grande parte dos seus dias em locais expostos.

Mais do que isso, a população nunca desenvolveu o costume da prevenção e por isso muitos dos hábitos importantes são ignorados nessa época do ano e aproveitar torna-se prejudicial. No tópico a seguir falaremos um pouco mais sobre isso.

Prevenção do câncer de pele

Depois de descobrir a seriedade do câncer de pele, você deve estar curioso para descobrir como aproveitar o calor do verão sem se expor ao risco, não é?

Todos os anos, as campanhas de prevenção são muito divulgadas nessa época, mas poucas pessoas realmente dão atenção às práticas que devem ser adicionadas à rotina para prevenir o câncer de pele.

Se você quer aproveitar o verão com segurança, veja as dicas para prevenção do câncer de pele que não podem faltar na sua rotina:

  • Passe protetor solar sempre que for se expor ao sol, e lembre-se de reaplicar o produto a cada duas horas.
  • Evite exposição prolongada entre 10 horas da manhã e 16 horas da tarde, quando o sol estiver mais forte.
  • Aplique protetor solar próprio para os lábios também, já que a área é quase sempre ignorada e muito exposta!
  • Dê preferência a lugares com sombras, onde você fica protegido dos raios UV.
  • Dê preferência ao uso de bonés, que podem proteger seu couro cabeludo da exposição excessiva ao sol.

Esse artigo sobre o câncer de pele foi útil para você? Não deixe de compartilhar para que mais pessoas se conscientizem sobre o câncer de pele!

Se você tem alguma dica extra de prevenção contra o câncer de pele, não deixe de colocar nos comentários para que outras pessoas fiquem atentas também!

Fontes: (1) (2) (3) (4) (5) 

Deixe seu comentário!

Se tiver qualquer dúvida, crítica ou sugestão, use esse espaço para expor.

/* */