INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL!

Como tratar eflúvio telógeno crônico!

Existem muitos motivos pelo qual os fios de cabelo caem. Uma das principais razões para esse problema acontecer em nós, homens, é a calvície.

No entanto, nem sempre queda capilar é sinônimo de alopecia androgenética.

Isso porque o caimento dos fios pode ser sinal de eflúvio telógeno crônico.

Já ouviu falar nessa condição? Não?

Eflúvio telógeno crônico é uma condição que, de fato, não se fala muito.

Devido à isso, é ainda mais importante se informar sobre e procurar especialistas para receber o diagnóstico correto bem como o tratamento adequado.

O que você pode fazer para saber tudo sobre esse problema é acompanhar a leitura deste artigo!

Então, vamos juntos aprender sobre?

CALVÍCIE: EXISTE IDADE CERTA PARA COMEÇAR A TRATAR?

Tudo que você precisa saber sobre eflúvio telógeno crônico

Eflúvio telógeno: o que é?

A queda diária dos nossos fios de cabelo é um fato e acontece de forma natural: isso é, claro, dentro de uma quantidade aceitável que, por sua vez, gira em torno de 50 a 100 fios por dia.

Mas você tem o costume de pentear o cabelo e notar que os fios estão caindo em demasia?

Se a resposta para essa pergunta for sim, então, fique atento: isso pode ser um indicio de eflúvio telógeno.

O eflúvio telógeno é uma condição que se caracteriza pelo aumento da queda diária dos fios de cabelo.

A percepção desse problema acontece principalmente durante a lavagem dos fios ou ao olhar para a escova de cabelo e notar que aquele bolo está ainda maior.

Apesar de ganhar classificação de eflúvio telógeno, esse problema pode ser de dois tipos diferenciados. Confira, abaixo, qual a distinção entre eles.

Eflúvio telógeno crônico vs. eflúvio telógeno agudo

Os médicos e especialistas chamam a queda de cabelo aguda e diária de eflúvio telógeno, como explicamos anteriormente.

Esse é um problema que está diretamente associado a um evento “gatilho” que faz com que os fios de cabelo acabem caindo.

Apesar disso, existem dois tipos de eflúvio telógeno: o tipo agudo e o tipo crônico.

O eflúvio telógeno agudo é um problema que resolve-se em até seis meses e nem sempre são tratáveis já que a recuperação pode acontecer espontaneamente.

Assim, ele acontece geralmente após cirurgias, má alimentação ou dietas restritivas, infecções e entre outros.

O eflúvio telógeno crônico, por sua vez, é a condição que a queda de cabelo acontece por mais de seis meses.

Como ocorre por meio de ciclos de melhora e piora, a haste do cabelo (os fios) podem apresentar piora bem como diminuição no volume total e pontas mais finas e fracas.

O que distingue, então, um tipo de eflúvio telógeno do outro é a duração da doença.

Eflúvio telógeno deixa careca?

O problema do eflúvio telógeno pode ser bem prejudicial à autoestima visto que os principais sintomas do eflúvio telógeno crônico correspondem à acentuação da queda dos fios de cabelo: ao invés de termos 50-100, teremos 200-300 fios caindo conforme o paciente.

Apesar de ser uma situação incomôda e difícil de lidar, no eflúvio telógeno, os fios de cabelo não sofrem a miniaturização ou a perda dos folículos como na calvície.

Sendo assim, não pode-se afirmar que eflúvio telógeno deixa careca, pois os fios que caem grossos, nascem grossos.

Como tratar eflúvio telógeno crônico?

Notou que o seu cabelo está caindo de forma demasiada? Então, a primeira coisa que ressaltamos é a importância da procura por um profissional de saúde especialista no assunto.

Lá, o médico será o responsável por avaliar seu histórico e realizar exames para o diagnóstico.

Tendo o diagnóstico de eflúvio telógeno crônico, o profissional te prescreverá soluções condizentes com a situação para resolver o problema da queda capilar.

Nesse caso, a Finasterida, diferentemente da calvície, não poderá ser uma alternativa de tratamento.

Essa não indicação acontece porque a Finasterida é um medicamento que atua como inibidor da enzima 5-alfa-redutase que causa alterações hormonais, a principal causa da calvície.

Sendo assim, não é um remédio que mostre eficácia para o eflúvio telógeno. Isso porque, o eflúvio telógeno é um problema decorrente de outros fatores, como já explicamos anteriormente.

Apesar disso, o Minoxidil pode ser uma alternativa bem interessante.

Minoxidil para eflúvio telógeno crônico

Minoxidil é usado principalmente no tratamento da alopecia androgenética (calvície hereditária) em homens adultos.

Apesar desse fato, a queda de cabelo proveniente do eflúvio telógeno crônico pode resolver-se conforme o uso.

Isso acontece porque o Minoxidil é uma solução que age como estimulante.

Dessa maneira, ele acelera o crescimento dos fios de cabelo que, por sua vez, caírem por causa de algum motivo.

Por mais que seja benéfico, ele pode gerar efeitos colaterais, pois conta com álcool na fórmula.

Caso você tenha alguma alergia ou hipersensibilidade ao propilenoglicol, pode conversar com o médico responsável e optar pelo Minoxidil em espuma.

Ele, além de não contar com o álcool na composição química, ainda apresenta uma aplicação mais fácil.

É importante ter em mente que a queda capilar pode piorar nos primeiros meses de tratamento.

O Minoxidil precisa “descartar” os fios de cabelo finos e ralos para dar origem a fios novinhos em folha.

Por isso, não se preocupe! Essa  é uma queda esperada.

Onde comprar Minoxidil para eflúvio telógeno crônico?

Você tem dificuldade em achar um estabelecimento 100% confiável para vender o Minoxidil para cura para eflúvio telógeno crônico?

Se a resposta for sim, não se preocupe: hoje, vamos indicar a loja online Bar Men’s, que conta com ótimas avaliações e é super confiável.

Eles também oferecem um bom atendimento, bem como suporte, produtos originais e certificados por órgãos reguladores.

Além disso, o estabelecimento também oferece parcelamento em até 12x no cartão de crédito, fretes grátis e desconto no PIX ou boleto!

Você sofre com o eflúvio telógeno crônico?

Se sim, usa Minoxidil para tratar esse problema?

 Fontes: [1] [2]

AUMENTE OS EFEITOS DO MINOXIDIL COM 3 DICAS PODEROSAS!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.